Os primeiros passos para mudares a tua vida – Parte I

Como já devem ter percebido, estou numa fase de verdadeira mudança na minha vida. Uma fase que está a bater bastante certo com o post que fiz no início deste mês. E já que estou a mudar a minha vida decidi partilhar cada pequeno passo que estou a conquistar aqui. Quem sabe não ajudo alguém a ter força para fazer o mesmo?

Como disse no último post, não é fácil começar. Na maior parte das vezes em que decidimos mudar a nossa forma de estar na vida é porque: a) somos obrigados, ou b) chegou a altura de fazermos o que é melhor para nós. No meu caso é uma junção das duas. Mas de qualquer das formas, nunca é fácil. E para começar a fazê-lo é importante fazer apenas uma coisa: largar o passado e focar-te no presente.

Isso é tudo muito bonito, mas como é que o fazemos? Por onde começamos?

1. Procura um apoio seguro

Ou mais tradicionalmente conhecidos por verdadeiros amigos e família. Num momento de mudança e de total confusão na nossa vida, é crucial termos um pilar bem seguro que nos sustente. E para isso nada melhor que aquelas pessoas que nos fazem rir, andar com a vida para a frente e querer mais e mais da nossa vida. Tira o máximo do teu tempo livre para estares com eles! Aliás, vais querer mesmo fazê-lo o máximo possível e isso vai-te fazer realmente bem. Quanto mais tempo estás com eles, mais vivências tens, mais opiniões ouves, mais aprendes, novas ideias e informações entram para o teu cérebro, e mais facilmente esqueces o passado e focaste no presente e no futuro.

Uns dias mais tarde, quando deres por isso, vais-te aperceber que estás muito melhor e que isso te ajudou a focares-te no que realmente interessa. Aprendeste coisas novas, tens novas vontades, novas ideias e novos sonhos para realizar no futuro.

***

2. Enfrenta a realidade do teu passado e do teu presente e faz as melhores opções para o teu bem-estar futuro

Eu sei que quando estamos realmente mal, tudo o que não queremos fazer é lidar com o presente, com a dura realidade que estamos a viver, com as nossas obrigações e com tudo o mais que nos possa trazer ainda mais infelicidade ou mal estar. Mas a verdade é, se não lidarmos com tudo e fugirmos às nossas obrigações agora, elas vão trazer consequências para o nosso futuro. E se nós queremos mudar a nossa vida e deixar tudo o que é mau no passado, vamos ter que enfrentar tudo agora e sair desta situação da forma mais leve possível.

No meu caso, além de ter precisado de lidar com as más decisões que tomei no meu passado e com as consequências que tinham tido no meu presente e no meu futuro, tive também que enfrentar a realidade de não estar a ser a pessoa que eu queria ser no meu futuro, tanto afectivamente (com a minha família, amigos e namorado), como profissionalmente. Se eu quero um certo futuro, tenho que fazer por isso. E vocês também. Mas o nosso futuro é feito das decisões que nós tomamos no nosso presente. Se não começarmos a tomá-las agora, nunca iremos ter o que queremos.

Por isso, para uns o necessário pode ser desistirem daquele emprego que não vos está a fazer feliz, afastarem-se de vez dos namoros e concentrarem-se na vossa carreira profissional, ou apenas aprender a parar um pouco para tratar com calma do vosso psicológico para não darem em malucos num futuro muito próximo.

***

3. Muda a tua playlist

Continuo a afirmar que uma nova banda sonora ajuda a mudar a nossa forma de estar na vida mais do que nós pensamos. E vamos lá a ser sinceros, se tivermos uma biblioteca do iTunes cheia de músicas da Adele durante um período em que estamos a querer largar um passado que nos magoa, é bem mais provável que acabemos a chorar feitos marias madalenas no nosso quarto fechado do que a abraçar a vida com a vontade que devemos ter de fazer tudo e mais alguma coisa no pouco tempo que cá estamos!

Querem algumas sugestões? Aqui estão as primeiras admissões da minha nova playlist:


The Black Mamba – It ain’t you


Orelha Negra – Throwback


John Legend – Tonight (Best You Ever Had) ft. Ludacris

***

4. Sê sincero com os outros e contigo próprio

Esta última não precisa de grande explicação, não é? Para quê andarmos a esconder o que realmente queremos e o que realmente precisamos de dizer? Vá, vai em frente! Diz-lhe a forma como te sentes, diz-lhe o que realmente queres. Diz-te a ti próprio, em voz alta, o que realmente queres para ti. O que queres para o teu futuro? Onde queres estar daqui a um ano? Daqui a dois? Daqui a 50? Vá lá, não é assim tão difícil de saberes!

***

E por hoje, fico por aqui. Quando tiver dado mais alguns passos, volto para os partilhar. Entretanto, lembrem-se que não são só vocês que têm um passado que vos carrega os ombros. Todos o temos e todos podemos deixá-lo no seu lugar. 🙂

 Com um beijo,

Tânia

By Tânia Sequinho

Tânia Sequinho é a autora por detrás do yoursecretgirl.com, o blog que criou para inspirar jovens mulheres a conseguirem a vida feliz, organizada e realizada com que sempre sonharam. Actualmente a Tânia vive com o namorado André e a sua gata Luna perto de Lisboa, e trabalha como Web e Mobile developer durante o dia e como blogger à noite. www.yoursecretgirl.com