O início daquela fase

E começou oficialmente aquela fase. A fase em que começamos a ter amigas a ficar noivas, amigos a marcarem casamentos e a juntarem-se. Enquanto tu respondes à questão “Então e tu, como estás?” com apenas um “Estou bem.”. Não, não estou noiva, não, não me vou juntar, não, não tenho namorado novo, e não, ainda não saí de casa, arranjei emprego ou acabei o curso. Nop, não tenho novidades.

Mas é bom vê-los a andar para a frente e a realizarem os seus sonhos. Nisso não podia estar mais feliz por eles. É o inicio de uma nova fase para todos nós.

By Tânia Sequinho

Tânia Sequinho é a autora por detrás do yoursecretgirl.com, o blog que criou para inspirar jovens mulheres a conseguirem a vida feliz, organizada e realizada com que sempre sonharam. Actualmente a Tânia vive com o namorado André e a sua gata Luna perto de Lisboa, e trabalha como Web e Mobile developer durante o dia e como blogger à noite. www.yoursecretgirl.com

  • Rui

    Não há que ter pressa para viver essas coisas! O seu a seu tempo já dizia o outro 🙂 só damos valor mais tarde qd pensamos “epa pq raio fui casar tão novo?” Ou “pq raio fui abdicar da minha independência e da vontade de fazer o que bem me apetecer com 20 e tal anos?”.
    Don’t panic!

    • Tens razão, Rui! Tudo a seu tempo. 🙂 Ainda ontem partilhei no Twitter um artigo que achei óptimo sobre isso. Não estou com pressa nenhuma em me casar, mas tenho sim aquele sentimento de querer ter a vida melhor orientada a nível profissional e independente do que tenho. Isso sim me preocupa mais em certas alturas.

  • Pode parecer um cliché mas a paciência é uma virtude. Estou certo que vais concretizar os teus sonhos.

    • Obrigada, Hugo! É um cliché, mas é o que acredito igualmente ser verdade. 🙂 Obrigada mais uma vez.

  • Tens razão, Rui! Tudo a seu tempo. 🙂 Ainda ontem partilhei no Twitter um artigo que achei óptimo sobre isso. Não estou com pressa nenhuma em me casar, mas tenho sim aquele sentimento de querer ter a vida melhor orientada a nível profissional e independente do que tenho. Isso sim me preocupa mais em certas alturas.

  • Obrigada, Hugo! É um cliché, mas é o que acredito igualmente ser verdade. 🙂 Obrigada mais uma vez.

  • Hugo Cardoso

    Pode parecer um cliché mas a paciência é uma virtude. Estou certo que vais concretizar os teus sonhos.

  • Rui

    Não há que ter pressa para viver essas coisas! O seu a seu tempo já dizia o outro 🙂 só damos valor mais tarde qd pensamos "epa pq raio fui casar tão novo?" Ou "pq raio fui abdicar da minha independência e da vontade de fazer o que bem me apetecer com 20 e tal anos?".
    Don't panic!