A Place To Call Home

Estávamos em Novembro quando tive hipótese de entrevistar o Pedro Nunes para a Rádio Voz de Alenquer sobre o lançamento do primeiro álbum dos Remote.

Já tinha tido a possibilidade de ouvir alguns temas que eles tinham partilhado nos últimos meses, mas estava entusiasmada para ouvir mais e saber como soaria o resultado final. Por isso quando fui presenteada com uma das primeiras cópias do A Place To Call Home, não consegui deixar de o pôr a tocar na primeira oportunidade que tive.

Ainda tinha o Pedro no retrovisor quando a primeira música do álbum, Walk Away From Me, começou a tocar nas colunas do meu carro.

Para quem me conhece bem, sabe que uma música que tenha personalidade, guitarra e bateria, facilmente me chama a atenção. E foi mesmo isso que aconteceu quando ouvi esta primeira música. Pouco tempo demorou até que eu tivesse o som alto demais e estivesse a tiritar com os dedos no volante.

A segunda música, Black Butterfly, era uma das que já tinha ouvido uma preview e pude dizer logo ao Pedro ainda durante o programa, que já era uma das minhas preferidas do álbum. Meses depois e já com ela ouvida ao vivo, continuo a dizer o mesmo ainda com mais certeza.

Lembro-me que só nessa noite, entre sair da rádio, ir beber um café com uma amiga e a meia-noite, ouvi o álbum duas vezes. No final da noite já o devia ter ouvido em loop umas 5.


Nessa noite não só tive a certeza que tinha apostado bem neles há um ano atrás, como este era o melhor álbum que tinha ouvido em muito tempo.

Take Me Home, Ever Since You Left, Got You e Searching ficaram encravadas dentro de mim depois dessa noite. Não vos posso dar pormenores, mas vamos só dizer que são boas músicas para criar bons momentos!
 

Um misto de rock com baladas que vocês não vão conseguir não querer ouvir uma e outra vez. Coros nas melhores partes. A bateria do Chris a fazer-nos não conseguir parar quietos com o joelho e a cabeça.

Querem um álbum novo, feito em Portugal, cheio de garra e músicas que vos vão viciar antes sequer de chegarem à última música? Então este é o álbum!

Podem encontrar o álbum no iTunes ou ouvir uma prévia no Spotify.

Para acompanharem todas as novidades dos rapazes, acompanhem-nos pela página oficial da banda no Facebook!

<3

PS: Obrigada, Remote, por me porem sempre ao corrente das vossas novidades e me terem presenteado com este fantástico álbum! É um prazer acompanhar o vosso trabalho, rapazes!


PS2: Para ficarem a saber mais sobre os Remote, podem ler o primeiro post que escrevi sobre eles em 2012 e o último post, sobre o concerto deles no Hard Rock Cafe no passado dia 17.

By Tânia Sequinho

Tânia Sequinho é a autora por detrás do yoursecretgirl.com, o blog que criou para inspirar jovens mulheres a conseguirem a vida feliz, organizada e realizada com que sempre sonharam. Actualmente a Tânia vive com o namorado André e a sua gata Luna perto de Lisboa, e trabalha como Web e Mobile developer durante o dia e como blogger à noite. www.yoursecretgirl.com